Responsabilidade sobre informações divulgadas na Rede.

Que a globalização tem suas muitas vantagens, todo mundo sabe e vivencia diariamente.

Estamos (uma parcela da sociedade) conectados na ‘web’ quase 24 horas, às vezes. Acessando redes sociais, notícias, fóruns, lendo textos e outras atividades mais.

Algo que tem sido muito constante são os movimentos ‘organizados’ virtualmente que acabam vindo pro mundo real e a mobilização através das redes em protesto/defesa de alguma causa.

Hoje senti o peso da responsabilidade sobre o que eu posto na Internet.

Tudo começou com um post feito no mural de uma amiga, denunciando maus tratos aos filhotes expostos na vitrine de um Pet Shop situado num Shopping de São Paulo, na Zona Sul.

Como defensora dos animais, não hesitei UM SEGUNDO em repassar o protesto contra a tal loja. Para depois começar a refletir que eu havia acabado de repassar uma informação a qual eu não sabia a fonte e muito menos, se procedia.

A informação dizia que uma pessoa havia ido ao estabelecimento e visto que os filhotes estavam sem água para beber e, ao questionar um funcionário do local, recebeu a informação de que eles não podiam dar água aos animais para não sujar a vitrine. Diante disso a pessoa procurou reclamar com a proprietária da loja que categoricamente se recusou a colocar água para os animais.

Não precisei de muitos minutos pra ver a informação sendo replicada no mural dos meus amigos no Facebook. Comentários de protesto contra a atitude ‘desumana’ para com os filhotes e muito mais foram pipocando. Até que eu e minha amiga, que foi de onde copiei a nota, nos demos conta que não tínhamos informações confiáveis sobre o assunto. Ela recebeu de outra amiga, que não costuma repassar informações ‘falsas’. Mas ficamos então, numa saia um pouco justa.

Somos contra qualquer tipo de maus tratos a animais. Mas isso não significa que queremos prejudicar os humanos, principalmente SEM sabermos se eles tem realmente culpa.

Saí pesquisando um pouco e após algumas horas (pois tive que interromper a pesquisa para trabalhar), não chegamos à fonte da denúncia. Retirei do mural o post e fiz outro explicando que não podia provar o que havia afirmado ali e portanto, não levaria em frente.

Um movimento de ‘boicote’ a alguma loja ou marca pode surtir efeitos devastadores o suficiente para prejudicar um estabelecimento ou seus negócios. Vide o caso da Arezzo, que retirou sua linha de produtos feitos de pele de animais após uma maciça campanha pela Internet protestando contra esses produtos. Em comunicado aberto, a marca disse que havia cancelado os pedidos de matéria prima para os próximos produtos e acabando o estoque, não mais haveriam produtos envolvendo peles animais.

Então, eu recuei mesmo. Não fui eu quem comecei, tampouco minha amiga. Mas poderíamos ser até processadas pelas informações divulgadas, se elas não tivessem fundamento.

Não consegui ter certeza se os animais eram realmente maltratados. Obtivemos fotos de uma pessoa que leu a denúncia e foi conferir pessoalmente, viu que os animais bebem água através daqueles bebedouros presos. Então, a denúncia de que eles não recebiam água, por si só, já cai por terra.

Não sou a favor de animais vendidos em pet shops. Mas nem por isso me acho no direito de ‘ajudar’ a massacrar um sem ter certeza.

Ficou uma lição boa: investigar MESMO qualquer informação antes de repassar. Se não é hoax ou spam, pode ser algum mal entendido. Não foi confirmado nada oficialmente sobre a denúncia no pet shop. Mas foi feita uma denúncia aos órgãos responsáveis que deverão averiguar o tema.

Quanto a mim, acredito ter aprendido a ‘refrear os cavalos’ antes de sair correndo. Justo eu, que combato hoax, fazer isso fica hipócrita.

A Internet é uma ferramenta fantástica, saiba usá-la com bom senso. Tome cuidado com o que você divulga, sempre citando as fontes, para não ser responsabilizado por algo que ‘não’ é de sua autoria.

1 Comentário

  1. Patthy said,

    27 de maio de 2011 às 5:24 pm

    Oi Marycotinha, é verdade mesmo, temos q ter cuidado c/aquilo q postamos. Parece fácil qdo não somos jornalistas por profissão sairmos espalhando coisas pela internet sem provas. Eu sempre posto coisas no meu blog e qdo a opinião é de outra pessoa costumo colocar a autoria da mesma até entre aspas como no caso de um post q eu fiz sobre o seriado 24 h em q eu constatei e provei q ele “previa o futuro”. Neste caso específico era época de eleições presidenciais recém realizadas. Coloquei antes do post um aviso de q eu estava apenas traçando um comparativo e não expressando meu voto pessoal nas urnas. Outra dica é ao invés de vc postar no mural, vá ao site do jornal e o compartilhe através do click no ícone da rede social q vc desejar compartilhar. Valeu seu alerta e sua preocupação c/ nossos amiguinhos animais, eles merecem. Bjs


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: