Obrigada, Cleo…

Querida Cleo,

Nunca imaginei que amaria tanto você quando te vi pela primeira vez.
Naquela época também nem imaginava que moraria com você. Como as coisas mudam né?
Quando eu cheguei na casa, você já estava lá e deixou claro que o território era seu. Tanto que o papai procurou uma companheira pra você, para que você aprendesse que você era uma gatinha e não gente.

E não é que deu certo?

Novinha, muito levada e arredia. Rosnava para mim, não me deixava pegá-la enão foram poucas as vezes que brigamos. Quando você foi castrada então, tentou me morder, eu liguei chorando pro papai desesperada. Mal sabia eu que você ainda estava sob efeito da anestesia e não me reconhecia. Nós humanos somos meio lesadinhos às vezes.

Muito abusada você se deitava no meu colo na cama, no inverno e se eu me mexia, rosnava para mim. Hehehe, e eu botava você pra correr. “Sua folgada! Vc deita no meu colo e não posso nem me mexer?”. E vc sumia.
Mas lá estava você, no dia seguinte, miando na porta do quarto pedindo para ir tomar sol na varanda (quando mudamos para a casa).

Esperava o papai chegar todos os dias, na porta. Eu nem precisava do relógio pra saber. A primeira vez que vc fez isso não entendi nada. Estava trabalhando no quarto, você parou na porta miando. Nem sei como entendi que estava me chamando. Quando me levantei, você andou para a sala, fui atrás. Aí você parou na porta.
Morávamos no apartamento, você não estava acostumada a sair. E foi quando me deu um insight, peguei você no colo e fui pra janela. Olhei para o portão do prédio, nada… Mas… ei… Um segundo depois, lá veio papai caminhando e entrando. “Impressionante, muito impressionante”, Cleo.

Quando veio a depressão e a ansiedade, lá estava você, quieta e carinhosa ao meu lado. Quando não lambia minhas lágrimas, acarinhava sua cabeça em mim, me oferecendo seu carinho. Nós humanos chamamos de terapia da fofura: fazemos carinho em vocês, fofinhos, peludinhos e carinhosos e em troca do carinho, vocês nos consolam. Seu ronronado era uma música pra mim, sabia?

Senti muito sua falta quando mudei. E sei que visitei você pouco, menos do que você gostaria talvez.
Mas você sempre me recebeu bem e com carinho nas poucas vezes em que fui até vcs. Vinha toda dengosa e pedia meu colo.

Você sabia que graças a você, alguns amigos da gente mudaram a opinião sobre os felinos? Pois é. Dois que me lembro no momento são o tio João Eduardo, lá do Rio e o tio Fernando Firpo. Eles não gostavam de gatos, até conhecer você e seus irmãos.

Mesmo longe eu sempre pensei muito e orei pro seu bem e de seus irmãos. E sei que o papai cuidou direitinho de você. A vovó também, aliás, que anjo você, fazendo companhia pra vovó também. Você era espetacular, Cleopatra.

Eu compreendo que seu tempo entre nós acabou, mas dói tanto no momento.
Ainda bem que fui visitar você semana passada, senão não teria me perdoado.

Obrigada por tudo o que fez por nós, Cleozinha. Nunca vou esquecer de você e essas duas ‘jabuticabas’ grandes que são seus olhinhos brilhantes. Sempre doce e faladeira, sempre companheira. Obrigada mesmo.

Você foi muito especial, como todo peludinho costuma ser quando acolhido.
Nunca vou te esquecer… Mesmo.

Um beijo grande, mamãe ama você.
Com carinho,

Mary

Cleopatra (2000 – 2010)

3 Comentários

  1. Teca said,

    7 de outubro de 2010 às 10:54 pm

    Meu coração está em SP essa noite. Sinta-se devidamente abraçada.

  2. Sil said,

    8 de outubro de 2010 às 3:04 pm

    Querida,
    Receba meu carinho, amor e orações.

  3. Rodrigo said,

    22 de outubro de 2010 às 6:11 pm

    Mary, achei esse seu site por acaso, como vc tenho 3 gatos em casa, 2 que peguei na rua e um persa.
    Tenho um amor muito grande pelos felinos tambem, quando eles se vao sentimos muito mesmo.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: