Tolerância

É complicado compreender o que é muito diferente de nós mesmos.
Mas às vezes, não é questão de compreender ou aceitar. Respeitar é a palavra certa. Ou a atitude certa.
Acertamos e erramos todos os dias. E existem dias em que voltamos para casa com a sensação de que nada de útil foi feito.
É porque às vezes não fazemos. Existe o dia de fazer, o dia de aprender.
E todo aprendizado pode ser difícil e doloroso.
Ser alguém melhor não é fácil e escolher trilhar esse caminho traz muitos obstáculos, dificuldades e tombos.
Mas cada um desses “impedimentos”, são pausas. Se caímos, temos que respirar e levantar. Se há um obstáculo, é necessário analisar para ultrapassar. Até mesmo para deixar “a vida nos levar”, é preciso saber controlar o leme, pra não perder o controle..

Nem sempre a ajuda solicitada é um pedido de ajuda em si, mas pode ser um pedido para que você colabore para que tudo se adeque aos planos de quem lhe pediu ajuda. E quem pediu, pode estar mesmo certo de que é o melhor…
Ninguém faz planos para que sua vida desmorone. São sempre para melhor. Mas nem sempre o seu melhor é o melhor do outro.
Acima de tudo, nem tudo o que pensamos pode ser dito. Existem lições que cada um de nós precisa aprender sozinho e, se tiver que ser com um tombo… Será. Não seria meu primeiro, tampouco o último.

Ser diferente não faz ninguém melhor que ninguém, nem pior.
Ser, é simplesmente Ser. Cada pessoa é de um jeito, cada flor e cada criatura. Mesmo que pareçam idênticas, não são. Cada uma delas tem sua característica, que a faz especial ou que faz com que ela colabore no seu papel pra manter as engrenagens rodando. E se são opostas então, parecem que não há como fazer com que trabalhem juntas.
Mas sempre há uma maneira. Pode não estar clara, nítida, mas para tudo há uma solução. Se não a vemos, é porque não a encontramos, mas ela existe.

Não cabe a nós entrarmos no mérito do “papel” do outro. Cuide do seu e ajudará o outro a cuidar do dele.

Cada um deve seguir seu caminho e fazer o melhor pra engrenagem funcionar. Como na história do beija flor tentando apagar o incêncio levando água no seu pequeno bico.
É o que ele pode fazer. Então ele faz, mesmo que seja pequeno.
Nem toda ajuda vem de grandes feitos, notáveis e claramente visíveis.
E toda criatura, por menor que seja, tem sua importância. Não podemos menosprezá-la.

Respeito e humildade, são pilares básicos para qualquer caminho.

1 Comentário

  1. gilgomex said,

    3 de março de 2010 às 1:10 pm

    Parece um texto de auto ajuda… Acho até que me ajudou um pouco, pois estava bastante depressivo ontem…


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: