GODT NYTTÅR

Ou, em bom Português, Feliz Ano Novo.🙂

Acho que nunca, em toda minha vida, fiquei tão contente por dizer que o ano já passou.
Não que tenha sido um ano muito triste ou coisa do tipo.
Mas foi um ano difícil. Muitas coisas acontecendo, muitas mudanças e adaptações a ela.

O Milton mandou uma mensagem com um texto do Drummond que achei excelente e vou repetir aqui:

“Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente”
(Carlos Drummond de Andrade)

Passamos a virada na casa do Sérgio (as always!) e foi bastante divertido.
Comemos bem (lazanha, chester, tender, muitos petiscos, frutas e doces), banho de champagne…
Nada como estar com os amigos.

A Metehve nos deu um belo susto, desaparecendo no dia 28/12.


(Metehve, a gata fujona e aventureira)

A long time ago, esta felina muito arteira descobriu que havia aberturas na varanda, que davam para a garagem. E através delas, tentou várias excursões ao mundo externo. Algumas com êxito. Jorge a encontrou na garagem algumas vezes, a Georgina a viu na rua… Enfim, ela estava passeadeira.
As aberturas eram cobertas com floreiras, para evitar o acesso dos gatos.
Pois bem. Eis que esta mocinha conseguiu puxar uma das floreiras e sair para um passeio… O qual não retornou na mesma noite.

No dia 29 de tarde, recebo a ligação do pai informando o ocorrido.
Desolada, fiz um pequeno cartaz e passei por e-mail para alguns protetores pedindo ajuda para divulgar.

A Georgina saiu para procurar pela vizinhança, mas não havia encontrado nada.

No dia 30, a Georgina saiu novamente e desta vez, encontrou-se com o marceneiro que mora no final da rua (e tem muitos gatos também). Ao comentar sobre a gatinha, ele a chamou para ver uma que ele havia recolhido da rua recentemente…

Advinhem… Era ela!
Que alegria. Foi uma choradeira, claro.
Recebi a ligação dizendo que ela foi encontrada. Telefonei para o pai em Piracaia e ambos aliviados, rimos ao telefone.

Desnecessário dizer que providências mais severas serão tomadas para impedir novas excursões dessa safada. Há vizinhos ali na região que matam gatos a pauladas, pelo simples prazer de matar. Não quero correr este risco, mesmo não morando mais lá.

De volta ao trabalho agora.
Não fui almoçar no Sérgio hoje pra terminar um arquivo.
Foi só uma pequena pausa!

2 Comentários

  1. Teca said,

    28 de setembro de 2009 às 9:04 pm

    oi =)
    Posso colocar o link daqui no MM? =)

  2. Marcia said,

    28 de setembro de 2009 às 9:08 pm

    Feliz Ano Novo, Mary! Que o ano seja cheio de coisas BOAS acontecendo!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: