Como barda, entro pelo oeste e me volto para o Leste.

Peço a paz no Leste do sol que nasce a cada dia e nos traz sua luz quente. Luz que ilumina e faz as plantas crescerem. Leste do elemento AR, dos ventos que purificam, dos ventos que cantam e sussurram no alto da colina e nas florestas.

Me viro para o Sul…
Peço a paz no Sul, do elemento FOGO. Fogo também purificador. Fogo que queima e arde… Como a alma que vive dentro de cada um de nós e a inspiração, a AWEN. Que essa chama nunca se apague.

Me viro para o Oeste…
Peço a paz no Oeste… O oeste do elemento ÁGUA, que está em todas as direções e flui em torrentes. Que os sentimentos possam fluir em torrentes, através das palavras aqui colocadas tão carinhosamente.

Me viro para o Norte…
Peço então a paz no Norte… O Norte do elemento TERRA. Terra tão sofrida e machucada. Terra tão amada e querida, que nos puxa e é a base de nossas raí­zes. Terra minha, terra de todos…NOSSA TERRA.

Me volto para o centro e peço a paz EM TODAS AS DIREÇÕES… Acima, abaixo, neste mundo, no Outro… Em todas as partes e lugares.

Eu caminho em cí­rculo, no sentido anti-horário. O sentido da roda do ano, a roda das estações… E celebro e exalto todas elas. E REcrio meu espaço sagrado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: